terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Pequeno Livro das Coisas

Pequeno Livro das Coisas
de João Pedro Mésseder      
Ilustração: Rachel Caiano 
Editorial Caminho (2012)

O título, por si, poderia considerar-se esclarecedor, abordam-se as coisas que nos rodeiam no quotidiano. Contudo, por isso mesmo, habituados que estamos de as ver, na maioria dos casos, não as olhamos com  “olhos de ver”. Neste livro, porém, elas são observadas com um sentido visual apurado, são objetos olhados para além das suas finalidades práticas, numa poesia que exacerba a fragilidade das coisas, e das pessoas, numa passagem efémera. Um olhar atento e poético de ver o mundo que já nos é conhecido do autor João Pedro Mésseder, pseudónimo literário do escritor e professor universitário José António Gomes.
Uma obra de poesia, em muitos casos, temática minoritária escolhida na mediação do livro infantil, contudo, apreciada pelo seu público alvo na cadência e no caminho aberto de leituras a que convida. Um “pequeno livro” enuncia o título, remetendo-nos para um sinónimo enganador, aliás, porque o não dito, nesta obra, é o mais importante. Enaltece-se o formulado num caminho aberto de interpretações aos sentidos dos leitores. É neste espaço de imaginação diegética que se exalta a indagação permanente.
De modo singular, a ilustração, sóbria na escolha de cores, evidencia até,  por isso mesmo, um fio condutor narrativo num elo de circularidade, uniforme e coerente. Circularidade, criada também na narrativa, que nos envolve entre sombras que nos acolhem e invadem e objetos que se polarizam. As ilustrações de Rachel Caiano, essencialmente a lápis de carvão com toques ocasionais de amarelo, vermelho, azul e verde rompem como focos de luz alargando o imaginário estético visual.
A conjugação delicada deste livro, na dupla leitura entre poesia e ilustração, resulta numa cativante e inevitável beleza natural e estética que aclara o prazer essencial da leitura, aditando e perpetuando o sabor das palavras para além da sua redundância.
Merecidamente, esta obra venceu o Prémio Bissaya Barreto de Literatura Infantil 2014, prémio, atribuído bienalmente, que comemora a sua quarta edição.

Elvira Cristina Silva

in: Cadernos de Educação de Infância nº 102 (maio/agosto 2014) 


Sem comentários:

Publicar um comentário